1° dia de viagem – Chegada em Fabri

Motociclistas: Junior, Heider e Flinkas.

O primeiro dia é só para esquentar os motores em uma viagem curta até Cel.Fabriciano, onde iremos passar o dia de Natal com os pais do Heider (Maciel e Ilma) e no final do dia encontrar com o Marelo, outro Monge, cuja familia também e de Cel.Fabriciano e que irá se juntar a turma rumo a Maceió.

1 abastecimento

Marcamos para sair de Belo Horizonte as 09:00 da manhã no posto Ipiranga na BR-381 na saída para Vitória e acabamos atrasando um pouco. A culpa do atraso foi minha que apanhei para colocar os alforjes na moto. Era muita corda para amarrar e prender e acabei me atrapalhando.

Encontrei com o Flinkas na Av.do Contorno por vaolta das 09:25 e saimos para encontrar com o Heider no local combinado. Saímos de Belo Horizonte por volta de 09:50.

O grande detalhe foi ver as motos equipadas com alforges laterais para podermos levar as roupas que precisamos para 15 dias de viagens. O problema e subir na moto com estas coisas, precisamos de um ritual especifico onde e necessário levantar a perna, esticar e subir na moto. Fácil né, agora tente isso todo equipado para viajar.

O dia estava nublado o que ajuda a diminuir bem a sensação termica dentro da roupa de viagem (camiseta, jaqueta, colete, calça, botas e luvas). Apesar disso, se olhar para a cara de cada um é só sorriso e alegria, doido para acelerar as maquinas rumo ao destino do dia.

Encontramos um movimento razoavel e uma estrada um pouco detonada devido ao grande volume de chuvas na região sudeste, chegando a ter buracos em curvas o que nos fez ter mais atenção, cuidado e cautela na pilotagem. Após João Monlevade pegamos a BR-262 sentido Bahia, que esta melhor conservada e com um volume menor de carros e caminhões. Neste ponto em diante a viagem rendeu mais e conseguimos manter uma velocidade media mais alta.

A mais ou menos 40 km de Cel.Fabriciano, nos deparamos com um acidente na estrada (um caminhão de canos que virou espalhando cano por toda a BR-262). Por sorte fomos liberados rapidamente e pudemos seguir viagem.

Chegamos em Cel.Fabriciano por volta das 12:20 hs e com as motos na reserva, exceto a Daytona do Flinkas que rendeu mais que a Bandit 650 e a XT 660. Foram 232 km rodados com velocidade média de 105 km/h.

de pança cheia...

O melhor de tudo e que quando chegamos o Maciel já estava com o churrasco pronto, a cerveja gelada e só nos esperando para começar a festa. Além disso a Ilma estava com o almoço pronto e uma sobremessa pra la de deliciosa. Quer coisa melhor, depois de 232 km rodados uma recepção calorosa dessas…vamos acabar ficando por aqui.

Depois do rango foi só tirar uma soneca.

Similar Posts:

COMMENTS

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.