11ª semana de gestação: Fim dos enjoos

Você está chegando perto do fim do primeiro trimestre. Quando as próximas semanas passarem, a maior parte do desenvolvimento mais crucial do bebê já terá acontecido. Do alto da cabeça até o bumbum, o feto tem 4 centímetros e o corpo todo formado, desde os dentes até as unhas do pé. Seu bebê leva uma vida agitada, dando chutes e se esticando; os movimentos são tão fluidos que parecem um balé aquático.

Apesar de um tanto quanto desproporcional em relação ao resto do corpo, a cabeça de seu futuro filho já está bem delineada. Nesta fase, o diafragma, o músculo da respiração, também está em pleno processo de desenvolvimento. Assim, é normal se ele começar a soluçar um pouco. Os movimentos são tão sutis que você nem irá perceber.

“Seu feto finalmente se parece mais com um bebezinho. À medida que o corpo da criança se desenvolve e adquire mais funções, ela vai começar a fazer verdadeiras acrobacias dentro da sua barriga, bem protegida pelo líquido amniótico.”

Com os dedinhos separados, em breve o bebê conseguirá abrir e fechar as mãos. Os órgãos genitais externos também estão se formando agora. Porém será preciso esperar mais um pouco para saber se o quarto da criança será azul ou cor-de-rosa.

A principal tarefa do feto, durante os próximos seis meses, é crescer e se fortalecer até ser capaz de sobreviver por conta própria fora do útero.

Talvez seu médico sugira que você faça o exame de translucência nucal, por ultra-som, para detectar sinais de problemas genéticos. Esse exame é feito entre a 11a. e a 14a. semana de gestação, e os resultados são avaliados em conjunto com os do ultra-som.

Pode ser que apareça na sua barriga uma linha vertical escura. Seu útero já está acima dos ossos da pelve e o médico já consegue senti-lo num exame externo.

Sua gravidez

Esta semana você deve estar cheia de dúvidas. O que eu não posso comer? Quais remédios devo evitar? Nada mais natural. A futura mãe precisa ser cuidadosa, pois tudo o que ela consome é absorvido pela criança.

Os médicos ainda não entraram em um consenso sobre o limite de álcool diário permitido à gestante, mas já se sabe que a bebida pode interromper o desenvolvimento do futuro bebê, afetando principalmente cérebro, olhos e sistema respiratório. Portanto, o melhor é passar longe de tudo que for alcoólico.

Aproveite para reduzir o açúcar – exagerar nos doces não é nada saudável – e modere também o sal, que pode elevar a sua pressão. Ah, você reparou que os enjoos estão reduzindo? Pois é, agora a maior parte das mulheres costuma se ver livre do incômodo.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.