8º Aniversário de Casamento: Bodas de Barro ou Papoula

Com a graça de Deus estamos comemorando mais uma boda, a oitava, representada pelo barro e a papoula (uma flor). Fico feliz em poder comemorar mais essa boda, por vencer mais uma etapa do nosso planejamento de vida e estar seguindo firme no nosso projeto familiar.
Significado do nome das bodas: 

barro simboliza maleabilidade, o que é sempre necessário durante um casamento, e significa também conservação, onde conservar as melhores lembranças dos melhores momentos a dois são essenciais.


A representatividade das bodas são evolutivas, de acordo com cada fase ou ciclo do relacionamento, obviamente como uma referência, lúdica ou paradoxal? Não sei dizer, acho que um pouco de cada, afinal temos a necessidade de questionar, comparar e analisar tudo para seguir nosso caminho dia a dia. O fato real é que a cada marco de 365 dias, temos a oportunidade de refletir sobre nosso caminho conjugal, utilizando analogias e símbolos materiais como auxilio nesse comparativo. Acredito que essa representatividade gere simpatia e afinidade na identificação na vida do casal, porque busca comparar o abstrato com o real. Dizer que o primeiro ano de casamento é representando pelo papel, nos remete as vezes que, por uma gota d' água, fizemos uma tempestade e quase jogamos tudo para o alto. Esse é o lúdico que eu acho DoidoDemais, porque tem um "Q" de verdade.

Para relembrar, nos já comemoramos as bodas:
1º ano de casado: Bodas de Papel, simbolizando a fragilidade do inicio do relacionamento a dois.
2º ano de casado: Bodas de Algodão, também com foco na fragilidade mas com um foco da oportunidade de crescimento e estabilidade da relação.
3º ano de casado: Bodas de Trigo ou Couro, simbolizando a fartura, prosperidade e a união. Aqui chegou a Lavínia.
4º ano de casado: Bodas de Flores e Frutas,  simbolizando a vitalidade, o cuidado e zelo da relação, para permanecer vistosa como as flores e apetitosas como as frutas.
5º ano de casado: Bodas de Madeira, simbolizando a construção solida e forte, mas que precisa de cuidados para evitar cupins e outros fatores que possam corroer a madeira. Aqui chegou a Luara.
6º ano de casado: Bodas de Açúcar ou Perfume, simbolizando o prazer da vida conjugal, a cumplicidade e a felicidade.
7º ano de casado: Bodas de Lã ou Latão, simbolizando a maleabilidade, conforto e a adaptabilidade fundamental para uma vida conjugal saudável.

Resolvi citar nominalmente todas as bodas para demonstrar que iniciamos o matrimônio, expondo e sendo vulneráveis diante do outro, onde muitas vezes passamos a conhecer verdadeiramente as virtudes e os defeitos do companheiro, a ter que resolver nossos conflitos e realizar planejamos conjuntos, por objetivos comuns, sem perder nossa identidade, afinal, a casa da mamãe é só uma visita familiar, pois o foco passa a ser a construção no nosso próprio lar, nossa família.

O que marca mais e me deixa satisfeito a cada comemoração de uma boa, é o fato de podermos olhar um para o outro e ver as mudanças, ver o amadurecimento do nosso relacionamento e de certa forma a sintonia com a representatividade da boda.


A cada boda comemorada, fica fácil identificar a evolução da relação, a manutenção dos propósitos assumidos, o compromisso, o comprometimento com a felicidade do outro e passamos a evoluir como pessoas. Veem os filhos e uma nova readaptação é necessária, em prol de todos, em função do projeto familiar e de tudo que assumimos perante Deus, os familiares e os amigos.

A vida não se torna perfeita e livre de problemas quando casamos, pelo contrário, assumimos novos desafios e novas oportunidades para evoluirmos como pessoas. A quem pensa que assumiu novos problemas, que se perde a liberdade, que só tem obrigações, mas tudo é uma questão de ponto de vista, de olhar para o outro, conversar e buscar ser o melhor que puder pára fazer o seu parceiro feliz, plantando boas sementes em um terreno fértil, com certeza colherá bons frutos, caso contrário, o caminho fica mais pesado.

Em especial nessas bodas de Barro, quero agradecer muito a minha esposa por ter me feito um convite para participar do ECC, Encontro de Casais com Cristo. Foi no ano das nossas Bodas de Açúcar. Esse encontro não nos aproximou apenas de Cristo, mas nos aproximou muito como casal. Deus colocou pessoas maravilhosas em nossas vidas que veem desde então partilhando conosco momentos de fé, de compaixão, de amor, caridade, experiência de vida e exemplos de que com Cristo o casal vive mais feliz e realizado. Não é palavras ao vento, é profético, é verídico e bíblico.

Quantos momentos vivemos ao longo desses oito anos de casado e dez de relacionamento não é mesmo Ellen Maia. Quantas vezes você não quiz sair correndo e largar tudo? E eu? Mas escrever esse texto é voltar no tempo, lembrar de cada sorriso, choro, opinião divergente, conflitos, palpites externos, desafios inimagináveis para cuidarmos um do outro e das nossas duas princesas, da incerteza na fé e a certeza de que nossa fé esta cada vez maior, sendo mais cuidada e preservada, e que com Deus podemos nos sentir sempre abraçados e amparados, principalmente nos momentos mais difíceis.

Somar mais um no contador de BODAS = BODAS +1, é um presente divino, é ter a certeza de que nunca será fácil, mas sempre recompensador por cada boa lembrança e momentos de felicidade, os mesmos que transbordam em meu coração neste momento, ao voltar oito anos atrás no meu SIM, e poder dizer que hoje, olhando para o meu presente, repetiria o mesmo SIM.
Agradeço aqui a Deus pela vida, saúde e pelas mulheres que ele colocou na minha vida, que eu possa continuar retribuindo a elas o amor e o carinho de todos os dias, que eu tenha sabedoria para andar de cabeça erguida diante de qualquer dificuldade porque sei que minha vida está nas mãos de Deus e que poderei sempre me sentir abraçado e reconfortado por ele.

Que essa benção e energia de amor, fé, perseverança, amizade, cumplicidade, companheirismo, doação e união sejam sempre a base no nosso casamento. Deus ao nosso lado sempre, nos fortalecendo a cada novo desafio de vida.

Área de anexos




Similar Posts: