Casamento de Dudu e Simone

Sábado foi o casamento dos amigos Carlos Eduardo, Dudu para os mais próximos, e Simone. Dudu é irmão do meu dindo Marcelinho e acabei conhecendo a família quase toda, os pais dele e o irmão mais velho conheci apenas no casamento. Porém, pela proximidade com Marcelo, Dudu e Patrícia, me sinto da família e quando soube do casamento fiquei muito feliz, afinal, sei do amor e carinho que o casal Dudu e Simone cultivam.

O Padre que iria celebrar o casamento foi o mesmo que celebrou o meu, Padre Bernardino. Ele é um padre especial, que tem uma luz muito grande e um carisma indiscutível, e as suas cerimônias são sempre cheias de surpresas. Ele faz umas analogias e tem uma dinâmica muito interessante em suas celebrações, que realmente emocionam e fazem você pensar a respeito.

No casamento de Dudu e Simone não poderia ser diferente, quando assustei já estava com os olhos cobertos de lágrimas e ao olhar para o lado vi mais algumas pessoas se emocionando. A Patricia, irmã do noivo, desabou em água, normal quando permitimos que as palavras do padre entrem em nosso coração.

Eu estava muito feliz e satisfeito por estar presente, como disse, me sinto da família, mas o Padre Bernardino deu um jeito de tornar a minha participação mais marcante. Quando assustei, ele disse que chamaria um amigo do casal para dizer algumas palavras, e de repente escutei: “_ Jesus, venha aqui por favor, fale em nome dos amigos presentes”. Que susto, inclusive exitei em me levantar enquanto o Marcelinho ficava falando comigo: “_Vai lá, vai lá”. Me levantei e no caminho para o altar fiquei pensando o que poderia dizer…até pensei em fazer uma brincadeira com o casal do tipo…Vocês são mesmo privilegiados, Jesus além de presente vai dizer algumas palavras, mas para os mais velhos ou mais fervorosos poderia parecer deboche, então, preferi não brincar. Movido pela emoção, deixei sair as palavras que estavam em meu coração, agradecendo por estar ali, por saber da verdade do sentimento que os levou a estar ali e desejando aos dois toda a felicidade do mundo, eles merecem.

“Nos sentimos tanto da família e ficamos tão a vontade que a pedido do Marcelinho Ellen pegou a câmera para tirar algumas fotos, sem atrapalhar os fotógrafos oficiais da festa, e quando percebi ela estava descalça, ou seja, completamente à vontade. Só fazemos isso quando realmente estamos entre amigos, em família.”

Ao término da cerimônia, o casal foi abrir a boate com uma valsa. Teve mais uma bela surpresa, um anjo em uma perna de pau entrou no salão, distribuiu algumas rosas, fez uma breve oratória e deu inicia a festa.

Neste momento resolvi sair para fumar um cigarro e paguei o maior mico, avistei de longe um porta e vi que a mesma dava para a garagem, então, abri e fui para o estacionamento fumar. Quando subi as escadas novamente descubri que a porta não abria por fora, só por dentro. Estava preso do lado de fora. Poderia descer as escadas novamente e achar uma forma de sair do estacionamento e entrar pela porta da frente novamente, mas preferi bater no vidro e pela greta da porta de vidro chamar a tia que estava próximo. Claro que ela não me escutava por causa do som e os barulhos do povo conversando, mas aí um garçom me viu e pediu a tia para abrir a porta. Ufa, que alivio!!! Que mico!!!

Curtimos muito a festa, que estava top demais. Brincamos, conversamos, bebemos e comemos à vontade. Os recém casados também aproveitaram bem a festa e podíamos ver a felicidade dos dois. Descobri no final de semana que a família deles é muito engraçada, o patriarca então, nem conto, uma verdadeira figura.

Casal, como disse, quando se ama o casamento é muito bom, pois fortalecemos os laços de união e passamos a cultivar com mais carinho o presente que recebemos. Lembrei estes dias das palavras de um amigo, que me disse que a felicidade da relação esta em você sempre ser o melhor que pode, tendo atitudes de carinho e amor para com sua esposa, sem querer nada em troca, apenas se doando, pois com certeza, com esta simples atitude de amor você estará plantando amor, e já dizia o sábio, você colhe o que planta.

Desejamos a vocês muita paz, sabedoria, felicidade e amor, e que Deus possa estar sempre presente no lar de vocês, dando o suporte necessário para enfrentar as dificuldades que apareceram e para celebrar com vocês os momentos de alegria.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.