Casamento é mesmo união

Acordamos cedo no domingo com a missão de despachar mais alguns convites, afinal de contas, precisamos baixar logo a pilha para termos um pouco mais de tranquilidade e focarmos nas outras coisas que ainda temos que organizar.

Após selecionar os convites que iriamos entregar, observei que os nomes eram de pessoas que não eram amigos isolados de um ou de outro, eram pessoas que ambos tinham um grande carinho, pessoas que conhecemos por intermédio um do outro ou de algum amigo mas que eu e Ellen nos identificamos muito e fazemos questão destas pessoas.

Entregamos os convites e em cada casa que passamos ficavamos felizes com a receptividade, carinho e amizade que fomos recebidos. Rafael e Ursula, Marilia e Fio (nossos dindinhos), Breno e Lu (não vimos a Lu mas gostamos muito dela) e Fátima, essa uma grande amiga.

No final do dia, fiquei ainda mais satisfeito de estar casando neste momento da minha vida, não só por ter encontrado uma pessoa bacana, que tem muitas afinidades comigo, mas por termos juntos abraçado as pessoas que amamos e por ter envolvido com cada uma delas de uma forma bem especial. Hoje, é dificil dizer quem entre os amigos de nosso convívio é amigo apenas de um ou do outro, a afinidade é tão grande que até neste ponto houve uma bela união.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.