Cruzeirenses vivendo vida de atleticano

É a melhor definição para o sofrimento constante  que a torcida celeste vem vivendo desde o ano passado. Nas últimas décadas o torcedor celeste se acostumou a viver momentos de glórias e vitórias em grandes competições, mas essa realidade ficou para trás, o Cruzeiro está a deriva e o vento esta soprando para o abismo.

Eliminado ontem pelo Atlético Paranaense da Copa do Brasil, após a sua 4ª derrota consecutiva, ficou evidente que o Cruzeiro passa por uma fase difícil. Neste momento é preciso ter frieza para analisar os erros e corrigi-los, só assim o clube irá encontrar novamente o caminho das grandes conquistas.

De certa forma a eliminação de ontem não foi surpresa, foi uma grande frustração, mas não surpresa. Em entrevista na semana passada, após o jogo contra o mesmo adversário, o técnico Mancini disse não saber o que fazer para que o time entrasse em campo ligado no jogo. Se ele não sabe e esta no comando da equipe, pode ser surpresa essa eliminação? Devia ter pedido conta antes já que não sabia o que fazer.

Nos últimos confrontos a Raposa sempre teve que correr atrás do prejuízo. Tomar gol no inicio da partida virou padrão de jogo, a gente toma e depois corre atrás para ver no que dá, e não tem dado ou não deu, eliminação no Mineiro e na Copa do Brasil, para dois times que irão disputar a série B do Brasileiro. Tenso! Osso!

Por acreditar que milagres acontecem, (remember massacre nos galináceos no final do Brasileiro 2011), até achei que o Cruzeiro pudesse evoluir este ano, mesmo mantendo praticamente o mesmo elenco no ano passado, mas claro, trocando o nosso técnico. Nada contra a pessoa do Mancini, fez o papel dele de não deixar o clube cair para série B e pronto. Nunca senti confiança nele, pelo contrário, é muito teimoso e cismou com uns esquemas táticos que ninguém merece. Talvez essa tenha sido a pior herança da era Zezé Perella.

As contratações feitas como reforço para este ano ainda não vingaram, sinal que o problema é maior do que pensamos. Nosso Presidente eleito, Gilvan Tavares, terá que trabalhar muito sério para recuperar o prestígio do Cruzeiro, e pode começar contratando um técnico de ponta, com capacidade de tirar leite de pedra, afinal, esse é o elenco que temos em mãos e o caixa anda meio vazio. Nova realidade do clube. Para piorar, como atrair patrocinador se o time não produz? Se não produz não tem visibilidade e por aí vai.

Quando ao jogo de ontem, não tenho nada a comentar, foi um vexame. Jogadores experientes com atitudes e comportamento infantis, descontrolados e sem foco no jogo, brigando entre si e esquecendo que futebol se joga em equipe.

CANSEI DESSA VIDA DE ATLETICANO, quero minha vida de volta, comemorando títulos e vibrando com cada vitória celeste. Sempre nos orgulhamos de zuar os atleticanos pela vida ruim deles, mas agora, estamos praticamente de braços dados, e eles, um degrau acima. Saíram na frente no desempenho em 2012.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.