Cruzeiro bate o Vila Nova e se mantém na 2ª colocação

Ontem na Arena do Jacaré em SeteLagoas, o Cruzeiro derrotou o Vila Nova em um jogo de muitas emoções e lances espetaculares que foram decisivos para que a Raposa conquistasse a vitória. Como sempre os nomes do jogo foram Fábio e Montillo.

O Cruzeiro entrou em campo com 3 atacantes e em uma formação mais ofensiva, enquanto o Vila Nova preferiu um esquema mas defensivo, jogando no 3-5-2, apostando na velocidade dos contra-ataques para vencer. O esquema parecia que iria dar resultado pois os primeiros lances de perigo de gol foram do Vila, mas Fábio conseguiu evitar.

O Vila Nova estava concentrado no jogo e marcando forte, inclusive com uma marcação individual em Montillo, o que dificultava a saída de bola do time celeste. Em um desses lances Gilson, que atuou no lugar de Diego Renan que cumpriu suspensão, devolveu a bola errado para Victorino e o Vila Nova ficou de cara para o gol, mas perdeu a chance de sair na frente após conclusão para fora com o gol totalmente arreganhado, Fábio estava batido no lance.

Montillo como sempre acaba resolvendo o problema, e com vasto repertorio de jogadas e pensamento rápido, recebeu no meio campo e por cima da saga deixou Walter de frente para o gol, que com cateria e escolhendo o canto abriu o marcador. Foi o primeiro gol dele com a camisa celeste.

Ainda na primeira etapa, Anselmo Ramon não se sentiu bem e cedeu a vaga para Rudney. O time fortaleceu a marcação mas perdeu um pouco de velocidade no ataque quando Rudney ficava mais na marcação e não aparecia na frente.

Na segunda etapa o Vila Nova começou querendo esquentar o jogo e levou perigo ao gol de Fábio, que mais uma vez em excelente partida não permitiu que a bola sacudisse sua rede. O Cruzeiro começou a avançar com mais confiança e em um lançamento perfeito de Wallyson a bola encontrou o pé do craque Montillo, que cortou para dentro tirando o zagueiro da jogava e bateu de cnhota para fazer Cruzeiro 2 x 0.

Pouco depois, em um lance estranho, Walter se embaraçou com o zagueiro do Vila Nova e caindo mandou a bola para as redes, de mão. Como já tinha um cartão amarelo o árbitro não exitou e expulsou o atacante celeste. Faltava pelo menos 12 minutos para o fim da partida e Mancini resolveu colocar mais um volante notime, sacando Wallyson da equipe. Tática arriscada pois levou o Vila Nova a pressionar nos minutos finais.

Com a mudança o Cruzeiro perdeu a força de ataque, Montillo ficou isolado na frente mas a bola não chegava até ele. A saída de bola ficou complicada também pois o Vila Nova antecipou a marcação e jogou até o final em seu campo de ataque, mas temos Fábio e conseguimos sustentar o resultado.

A vitória foi importante, vencemos a 6ª partida consecutiva e estamos ganhando confiança, o que é muito importante. Além disso, os jogadores que tem entrado tem demonstrado que com ritmo de jogo podem ajudar a equipe a manter um bom nível de jogo, e esse será um fator importante no decorrer do ano.

Vamos, vamos, Cruzeiro…domingo tem mais em Poços de Caldas contra a Caldense.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.