Depilando a barba com CERA QUENTE

Algumas experiências são únicas na vida, depilar a barba com Cera Quente com toda certeza é uma delas. Afirmo isso com muita convicção, a que deveria ter tido antes de encarar essa experiência. Só de lembrar para escrever esse post, sinto calafrios, dor no braço e nas mãos, febre, suor frio, inchaço, desespero, lágrima escorrendo, sensibilidade extrema no rosto, a luz se apagando e por fim, NÃO TÔ TINTINO NADA.

Vocês devem estar se perguntando porque fiz isso, vou explicar de uma forma que homens e mulheres vão entender facilmente. “Homem apaixonado fica imbecil e acaba fazendo coisas idiotas e sem cabimento para satisfazer o desejo da amada”, é simples assim. Você não faria? Duvido. Tudo é uma questão de negociação, a velha lei da recompensa, se não faria mesmo, é porque não foi devidamente motivado, isso é fato.

Para realizar tal feito eu precisava descolar um salão. Sair de salão em salão perguntando preço e se depilavam barba era meio esquisito, então, achei melhor perguntar, como se não fosse para mim, a namorada de um amigo onde ela cortava cabelo, fazia unha, depilava e essas coisas. De posse do telefone e endereço, agendei a paradinha para uma sexta-feira no horário de almoço, obviamente, sem comentar com ninguém.

“O Hit do momento era o Sertanejo. Zeze di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororo, Daniel, Bruno e Marrone e vários outros que estavam na mídia. Havia inclusive, voltado de Barretos a pouco tempo, festa doida viu, e como era fã desses artistas, me vestia a caráter.”

No dia marcado cheguei no salão, mais cedo para ir me adaptando ao ambiente, e procurei a mulher que havia marcado o horário comigo. Ela me olhou de cima a baixo e pediu que eu aguardasse apontando para uma cadeira ao lado de um rapaz. Me sentei e pensei comigo: “_ Estou arrasando com essa bota de bico fino, calça jeans justa, camisa mamãe sou forte e fivela de rodeio, a mulher me comeu com os zoios. Era gata a danadinha. Estufei o peito e fiquei me achando o gostoso”. (vale ressaltar que nessa época eu era magrinho, tinha cabelo, incluindo franja, com barriguinha tanquinho e tudo mais – a delícia assim você me mata – já escutei muito isso).

Em seguida ela chamou o rapaz que estava ao meu lado e entraram para uma sala no fundo do salão. Fiquei foleando uma revista enquanto aguardava, e de repente tomei um susto. Escutamos, eu e quem estava no salão, um grito muito alto seguido de um PQP!!! Em menos de 5 segundos passa esse rapaz com uma falha na barba do lado esquerdo e uns restos de cera na cara. A mulher saiu rindo, e me chamou.

Nesse momento pensei duas vezes em caminhar na direção dela, a vontade maior era de seguir o caminho da porta, o mesmo do camarada escandaloso. Como disse, quem não faria isso é por falta de uma boa motivação, então, pensei “di cunforça” (di cunforça quer dizer que me concentrei muito, é uma vontade elevado a 10ª potência) na minha recompensa, firmei as pernas que haviam bambiado com o susto e segui em frente.

Na sala vi uma maca, uma bancada, um pote de cera, uns papéis parecendo plastico e umas luvas. Tudo muito limpo e branquinho. Educadamente e ainda tentando segurar o riso, pediu que me sentasse. Não tive coragem de perguntar o que havia acontecido com o rapaz, então, fiquei em silêncio e apreensivo. Ela perguntou se eu iria mesmo depilar a barba. Confirmei fazendo sinal de positivo com a cabeça, já que o “SIM” saiu baixo. Ela disse que faria um teste antes de seguir com o trabalho. Soltei um “DOIDO“, mais confiante, em sinal de positivo.

Me deitei com os braços esticados e ela disse que aplicaria a cera, me orientando para avisar se estivesse muito quente. Aplicou a cera em cima da costeleta. Fiz sinal de que a temperatura estava boa. Veio com o tal papel, colocou por cima, esperou uns segundos e puxou, VAPT!!!

Praticamente não senti dor nenhuma, apenas uma fisgada do puxão e mais nada. Quando olhei os pelos estavam todos no papel, parecia que nem tinha saído de tão suave que foi. Para ter certeza que eu daria conta ela repetiu o processo em cima da costeleta do outro lado e novamente sussa demais.

“Confesso nesse momento ter imaginado que o rapaz que havia gritado era uma biba muito louca e sensível. Prometi mentalmente que iria até o fim e sem gritar, afinal de contas, não era preciso pagar esse mico né. Processo manhã demais: cera, papel, puxa e adeus pelos. Dor suportável carambolas.”

Como ela começou pelas costeletas, onde a pele é mais firme e grossa, continuou seguindo por ali, descendo para o pescoço de um lado e de outro. Quando ela terminou de depilar essa região, comecei a sentir a primeira costeleta queimando. Sabe aquele ardido chato quando você queima numa panela quente, era isso que eu sentia. Suportável, mas um pouco incomodo.

Eu achei o calor da cera gostoso, a temperatura estava amena e isso me deixou relaxado. Mesmo quando ela puxava, sentia aquele solavanco e logo em seguida um grande alivio. Passava a mão e nada de pelo, que maravilha. Quando lembrava que poderia ficar uns 20 dias sem ter que fazer barba, aí que eu relaxava mais ainda – odeio fazer barba. Juro que pensei até em tirar um cochilo, ao terminar ela me acordaria e eu voltava para o trabalho após almoçar.

Ela então optou por colocar a cera debaixo do meu pescoço. Vou falar uma coisa para vocês, etá promessa ordinária que eu fiz viu! Quando a mulher puxou, putz…senti até falta de ar, meu cérebro ligou no 220v e deu uma descarga que eu não sabia nem explicar de onde vinha tamanha dor, até achei que Adão tinha pedido o gomo dele de volta e ela tirou na cera para mandar via sedex.

Relaxar, cochilo e sossego eram palavras que não cabiam mais desse momento em diante. Só de olhar a espatula com a cera o meu coração palpitava, sentia o local da cera formigando e já imaginava o que viria em seguida ao puxão.

Juro para vocês que sai de lá com o maxilar parecendo que havia deslocado. O queixo é uma região complicada, tem as curvas e tudo mais, o que significou muitas tentativas para retirada dos pelos. A cada puxão sentia meu maxilar, pescoço e ombro se deslocando. Olhava para mão dela e via a cera partida, sinal que mais puxões seriam necessários. Para ajudar eu firmei o corpo na maca e passei a segurar com força mesmo, com certeza devo ter entortado as beiradas da maca. Meus braços e mãos ficaram muito doloridos pelo esforço.

“A sensação que eu tinha é que estava rolando uma fogueira e eu era a lenha, de tanto ardor que sentia. Meu rosto estava vermelho sangue, a pele sensível ao ar-condicionado, que a essa altura nem fazia efeito, minha camisa podia torcer. Sentia o suor, gelado, escorrendo pelo corpo, mais concentrada no rosto e nas mãos. Para completar, uma sensação tremenda de mal-estar e uma oscilação na pressão, as vezes as luzes pareciam apagar, eu respirava fundo e voltava ao normal.”

Quando ela terminou de depilar a região do queixo senti um alivio e pensei, o pior já passou. As vezes a ignorância é uma benção. Faltava apenas a região da boca, mais precisamente a área do bigode. Não sabia que essa merda era tão sensível. Com o prestobarba é fácil demais arrancar os pelos do bigode, e sem sentir patavina nenhuma. Entendi a dor anterior, no queixo eu empolo todo quando faço a barba, principalmente por ter que passar a gilete também no sentido contrário ao fio, mas o bigode… foi a TREVA!!!

Eu tenho a boca pequena, lábios finos e sem destaque algum no meu rosto. Quando sorrio, que não era o caso neste dia, eles encolhem e são ainda mais imperceptíveis, mas eles tiveram seus 3 dias de fama e destaque.

É indescritível a dor nesse local. A raiz da barba é grossa e funda na pele, com o barbear vai ficando cada vez mais grossa, então, como já havia passado aperto para depilar o meu queixo ela caprichou na cera, que a essa altura do campeonato não estava em uma temperatura agradável. Imagina, meu rosto vermelho, inchado, queimando e ainda ela coloca mais cera quente. É ou não é a treva. De bom era só saber que estava acabando, faltava um puxão de cada lado do bigode e pronto.

Meu amigo, quando aquela profissional da (%¨#?*&?@ <- tradução: “depilação”) puxou, senti 3 coisas simultaneamente que achei ser impossível sentir algum dia na minha vida:

  1. uma dor louca que me fez encolher na maca e contrair todos os músculos, onde não pega sol, nem agulha batida a marreta passava de tão forte que foi a contração.
  2. escorreu uma única lágrima no olho onde ela puxou a cera, o outro olho permaneceu seco.
  3. por fim, meus lábios finos e inexpressivos bateram um contra o outro, fez até barulho (parecendo com aquele quando juntamos os lábios e sopramos – tenta aí para ver – vai entender melhor o que quero dizer). Quem diz que Angelina Jolie tem bocão, é porque não viu a minha boca por 3 dias.

Observação: Essas sensações foram sentidas em duas etapas, de forma idêntica, uma na depilação do bigode esquerdo e outra no do direito.

Ao final de todo este processo árduo e sofrido as melhores palavras que eu poderia escutar eram: “_ Pode levantar, finalizamos”, e quando as escutei senti um grande orgulho de mim mesmo, havia resistido a sessão de tortura bravamente, sem fazer qualquer tipo de barulho. E pensar que tudo poderia ser evitado com um grito escandaloso no primeiro puxão.

Me levantei da maca, peito estufado e com cara de vencedor (vermelha e ardendo horrores, mas era um mero detalhe), afinal o objetivo havia sido alcançado, a pele estava lisinha feito bunda de neném. Gentilmente agradeci a depiladora, olhei para saída, deu 3 longos passos e cai no chão feito uma jaca madura, desmaiado.

Pode uma coisas dessas? Segurei firme a dor para não dar vexame e ao sair pago um mico muito maior que o pobre coitado do rapaz que gritou, ninguém lembrava dele depois daquele desmaio estilo Clodovil. Acordei na cadeira de barbeiro, cercado por mulheres me abanando, me dando café quente e chocolate. Desmaiei longe da cadeira, não sei como fui parar sentado nela e nem quiz saber.

Me recuperei, pedi mil desculpas, morrendo de vergonha e sem saber onde enfiar a minha cara. Sai de lá pisando firme e forte, para elas verem que eu era macho, aquilo foi só uma queda de pressão.

Não preciso dizer que a galera do meu serviço caiu matando e me zuou até né. Mas acham que terminou por aqui? Tem mais…

…no sábado, no final do dia, eu estava em casa cuidando da minha cara que insistia em permanecer inchada e vermelha quando o meu telefone celular toca. Era um número desconhecido, mas como sou curioso atendi. Era a namorada do meu amigo, que estava no maldito salão de beleza. Dia dela dar um tapa no visual né galera. Como a fofoca rola solta nessa parada, a minha história havia virado o assunto da tarde do dia anterior, do dia e das próximas semanas.

Depois de rir muito junto com os presentes no salão a primeira vez que escutou a história, lá pela 3ª ou 4ª vez que a depiladora contou, ela começou a prestar atenção na descrição do sujeito que havia desmaiado. Estilo de vestir, loiro e tal, ela perguntou o nome e disse que suspeitava ser uma pessoal que ela havia indicado.

Dito e feito, a depiladora confirmou que era o Jesus Junior o nome da pessoa que havia feito a reserva do horário. Ela deu pane de rir e não conseguiu deixar de me ligar na mesma hora, principalmente porque as meninas do salão haviam comentado que era um esperdício um gatinho ser boiola.

Falei com ela para mais uma vez pedir desculpa pela vergonha que eu havia passado e dizer as meninas que eu não era boiola, queria apenas agradar a minha amada e por isso cometi tal ato de imbecilidade.

Tive que aguentar meus amigos e ela me zuando por muito tempo. Agora, uma coisa é certa, para eu fazer isso novamente tenho que estar muito, mais muito motivado mesmo…afinal de contas, dizer NUNCA MAIS é complicado, mas as chances de repetir esse feito são por volta de uns 0,00001 %, com certeza.

 

Similar Posts:

COMMENTS

  • Kvernoso

    Quero ver vcs tirarem do saco.

    Tentei tirar hoje a barba e bigode mas não deu não. Nem na cera saiu. Acaba a cera mas não acaba a barba. Vou tentar no laser.
    Tenho que fazer a barba todos os dias e fico com a pele detonada.
    Pensei no seguinte.Vou mandar esse post pro pessoal do desconfinados. Vai ser hilario criar um Vídeo sobre o assunto.

  • Mágda

    Sou depiladora, meu Espaço Depil Mágda Brandão fica em Salvador-Ba. Hoje fiz uma barba que o rapaz não fez nada, nenhuma reação, já tem costume de fazer. Mais tarde teve outro cliente para fazer também, gente,ele teve uma reação que até agora estou dando risada. Sentiu tanta dor na primeira puxada, tive que explicar a ele que tinha que passar outra camada de cera quente para poder tirar a sobra da outra. Levantou da maca e falou que nunca mais vai tentar fazer essa loucura. Que é de gente maluca. kkkkkkk

  • kkkk, cara chorei de rir, vc é muito ilário. sei que a dor é grande, mas a forma que descreveu pareceu um filme de terror com comedia sei lá, só sei que serviu para umas boas gargalhadas. Meu namorado também faz a barba com cera, porem aconselhei ele a parar pq está escurecendo o rosto.

  • Erick

    Eu fiz ontem, não doeu praticamente nada, é rápido e eficaz.
    Fiquei com o rosto lisinho lisinho, recomento a todos.

    Umas dicas para quem vai pela primeira vez: Esfolie a área da depilação algumas horas antes, se tiver medo de sentir muita dor vá a farmácia e compre um creme anestesiante, funciona, já que anestesia o local !!

    Recomendo a todos os homens que não querem mais ter que ficar tirando a barba com lâmina de barbear todo o santo dia !!

    Recomendo até outras áreas do corpo, como o abdomen, você fica muito mais sexy, eu fiz e aprovei, fica muito mais higiênico e atraente.

  • Jesus Junior

    Fiz uma vez só para nunca mais…é muita dor. tem que dar valor a vocês mulheres. Acho que a dor das mulheres é melnor pq fazem sempre, com isso, a raiz fica menor, menos profunda, o que deve causar menos dor…mas vocês são top. Nos homens somos moles para dor.

  • Ricardo

    CARA SE É LOCO, A MINHA 1° VEZ QUASE ESPANQUEI MINHA MULHER QUE TAVA DO MEU LADO ME INCENTIVANDO, QUANDO CHEGOU NO PESCOÇO, APERTEI ELA, CHINGUEI A IRMÃ DELA, CHUTEI A PAREDE, CHORAVA DE DOR, O PROBLEMA É QUE NÃO TINHA TERMINADO AINDA, TINHA ALGUMAS FALHAS.
    AI A DEPILADORA (MINHA CUNHADA) DISSE QUE FALTAVA O BIGODE, ENTREI EM PANICO E ELAS DANDO RISADA, ENFIM TIREI O BIGODE CHORANDO.

    VAI MACHÃO.

    SO QUE NA SEGUNDA VEZ JA TAVA ESPERTO. BEBI UMAS PRA RELAXA, SO ASSIM PRA AGUENTAR TANTA DOR..

    ABRAÇOS

  • KAKAKAKAKA , MUITO BOM ESTE TEXTO !!
    PARECE QUE EU VISUALIZEI TODO O PROCESSO …

    VIU COMO MULHER SOFRE ? IMAGINA ISSO EM TODO O CORPO UMA VEZ POR MÊS ?? HEHE

    MESMO ASSIM PARABÉNS PELA CORAGEM , SÃO POUCOS OS QUE TEM ESSA INICIATIVA, O MEU MARIDO MESMO PASSA LONGE DESSAS COISAS …

    ABRAÇOS !!

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.