Feijoada Plus Plus…

Quase toda sexta-feira um colega de trabalho, João Henrique, me convida para comer uma feijoada no Bar do Marcinho (localizado na rua Niquelina 2 quarteiros antes da Av. Contorno) sempre afirmando que a feijoada é muito saborosa. Como não sou muito fã deste prato e venho tentando melhorar minha dieta alimentar, inclusive sendo acompanhado por uma nutricionista, minha resposta padrão é: “_ Hoje não João, deixa para outro dia”.

Hoje, quando fui perguntar ao João onde ele iria almoçar para ir junto, de bate pronto ele respondeu: “_ Bar do Marcinho, hoje é dia de feijoada”. Como nunca vou, resolvi encarar a tal feijoada. Fomos eu, João e o Edimilson. (Os outros 2 guerreiros que sempre almoçam conosco, Márcio e Leandro Comédia, acabaram não indo. Márcio por ter compromisso e o Comédia porque perdeu a carona do Márcio).

PF porção semi-pedreiro
PF porção semi-pedreiro

Chegamos no restaurante, nos acomodamos e como o João já é praticamente sócio do lugar, fez os pedidos ao garçom (3 feijoadas: 2 somente com linguiça, sendo uma sem laranja e outra com, e 1 normal). Anotado, mentalmente os pedidos, antes de se dirigir a cozinha o garçom perguntou: “_ Quantidade de sempre?”, e o João respondeu: “_Sim”. (João explicou que a quantidade de sempre era a porção semi-pedreiro, bem menor que a porção pedreiro, que é bruta).

Passados alguns minutos, observo o garçom vindo em direção a nossa mesa e para na minha frente. “_Saindo uma feijoada só com linguiça quentinha”, disse ele educadamente. Quando olhei para o prato lembrei na hora da minha nutricionista e na minha dieta. Em apenas um almoço de sexta-feira eu estava prestes a jogar por água abaixo o sacrificio da semana. Ainda assustado passei o prato para o João, já que tinhamos feito pedidos iguais, e fui obrigado a tirar uma foto para registrar este momento.

Passados mais alguns minutos chega os outros 2 pratos de feijoada, meu e do Edimilson. Eu ainda estava analisando por onde iria começar a me empanturrar quando vi o Edmilson dando a primeira garfada, ele estava sentado na minha frente, e a cena foi muito mais chocante do que a entrega do primeiro prato de feijoada. Moçada, vocês não tem noção, o garfo do cara sumiu no meio do prato.

A feijoada realmente é muito boa, bem temperada e você sente aquele gostinho de comida caseira. No entanto, recomendo ir almoçar no Bar do Marcinho só quando você estiver afim de dar um susto no estômago. Se diante deste prato ele não ligar o sensor de empazinamento automático, tenha certeza que seu estômago é um ginasta (tipo Diego Hipólito), porque tem que ter uma elasticidade do caralho para caber tanta comida.

SobremesaPara fechar com chave de ouro, ao pagar a conta o brinde era uma paçoquinha ou uma bananinha, como teriamos uma caminhada pela frente e para não fazer desfeita, pegamos 1 paçoquinha e 2 bananinhas para complementar o lanche da tarde, que seria um pão francês com café.

Similar Posts:

COMMENTS

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.