Família moderninha…

Sou muito fã da minha família (entendem-se pai, mãe e meus irmãos) e a cada dia que passa os admiro mais. Tive uma criação rigida no que diz respeito a formação de carater e valores pessoais, familiares e religiosos, em contra-partida, sempre tive muita liberdade para me expressar e falar o que pensava, em alguns momentos inclusive falava até demais. E olhem que na minha adolescência eu era um cara muito tímido e retraído.

Podem perceber pelo próprio blog, que a timidez ficou para trás a muito anos e desde então muita coisa mudou, inclusive os bate-papos em família. Lembro que em um desses, minha mãe comentou que tinha muita vontade de fazer uma tatoo, e as opiniões na época se dividiram, não me lembro qual minha opinião na ocasião, mas não importa, temos por hábito respeitar um ao outro e para nós, isso basta. Vale mais ver quem amamos feliz. (acredito ser um bom pensamento, sou assim mesmo…).

mãe moderninha...

O que eu não sabia e que essa conversa rendeu por anos entre minha mãe e minha irmã, sempre comentando entre elas que um dia fariam uma tatoo juntas. Hoje, elas resolveram sair de casa para cortar o cabelo no centro da cidade (moram em Ibirite e foram para Belo Horizonte) e quando chegaram no salão o dono estava fechando. Restava apenas voltar para casa, com os cabelos esgandaiados, muita sacanagem né…

Como não era possível resolver o problema dos cabelos esgandaiados, minha irmã resolveu resgatar o desejo de fazer uma tatoo e lembrou um lugar próximo do salão onde poderiam, quem sabe, realizar tal desejo. Comentou com mãe, que de imediato topou e despretenciosamente seguiram para a clínica de tatoo. A ideia era se informar, conhecer o profissional que faria o trabalho, ver preço e quem sabe encontrar um desenho que achassem legal tatuar. (minha mãe já sabia o que queria tatuar).

Em alguns momentos, tudo conspira a favor para realizarmos nossos desejos. O local era clean, bem cuidado e o profissional que as atendeu foi muito atencioso, educado e profissional. Ao perguntar se sabiam o que queriam tatuar minha mãe respondeu de bate pronto: “_ Quero tatuar as iniciais dos nomes dos meus filhos”. Minha irmã pediu um catálogo para escolher. De cara viu o desenho de uma pimenta…claro que quiz fazer uma, afinal, ela é mesmo uma pimentinha. O mais interessante e que o Niuk, tatuador, havia acabado de desmarcar duas clientes e disse que se esperassem um pouco ele faria o trabalho. Pelo relato das duas, pensaram por uns 30 segundos e responderam juntas: “_ Vamos fazer”.

olha a cara de feliz...

Depois de algumas horinhas na clínica e o trabalho pronto, voltaram para casa e tinham que espalhar a notícia. Minha irmã me ligou pedindo que olhasse o facebook, tinha novidades. Insisti que contasse por telefone mesmo, mas ela desligou. Curioso que sou, acessei na hora o face e me deparei com uma foto da minha mãe com uma tatoo, dei zoom e vi que não era henna, era definitiva. Dei mais um clique e vio que minha irmã também tinha feito uma e ainda colocado um piercing no nariz.

Minha reação imediata foi, essa família é DOIDA DEMAIS!!! Tinha que conferir pessoalmente e após contar a minha esposa ela teve o mesmo pensamento, após soltar um DOIDO DEMAIS!!!

Aqui estamos, conferindo e comprovando a veracidade dos fatos e fotos, por fim registrando para que o meu irmão do Rio tenha acesso as mesmas.Maninho, veja aí, sua mãe é irada… 🙂

Similar Posts:

COMMENTS

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.