No Divã…

Estava precisando de uma sessão de analise para colocar a cabeça no lugar, filtrar os pensamentos bons dos ruins e ao final sair leve, tranquilo e pronto para encarar os desafios do dia-a-dia. Essa sessão rolou no feriado de Corpus Christi e me ajudou bastante.

O melhor de tudo é que não preciso marcar hora com meu analista, ele sempre esta disponível, basta me dirigir a ele que o mesmo me ouve. Gostou né, quer o contato dele? Então anote aí, ele se chama Deus, meu grande amigo e pai  (pode ter outros nomes, afinal, ele é versátil e atende a todos, sempre).

O consultório que utilizamos foi um bem bacana, de duas rodas, com freio e acelerador. O que mais amo é a vista, um papel de parede dinâmico da estrada, com todas as suas belezas, tudo obra dele mesmo, criado no tempo em que ainda não existia toda esta tecnologia de hoje em dia. Tenho comigo que ele sempre foi um visionário.

Posso dizer que vale a pena trocar uma ideia com ele, e para mim, um apaixonado por motocicleta não tem lugar melhor. Na estrada, mesmo atento aos perigos e desafios do caminho, sobra muito tempo para conversarmos. É uma sessão sempre muito agradável, ele escuta…escuta…escuta… e quando eu menos espero, ele me mostra o caminho a seguir, as vezes através de pensamentos, em sensações fortes que palpitam meu coração, em coisas que vejo ao longo do caminho e até mesmo em pequenas ações.

“Pilotando minha moto, observando as coisas simples ao longo da estrada, a paisagem se alternando e sentindo o vento contra meu corpo, vejo o quanto sou privilegiado.”

Quantas pessoas não gostariam de estar junto comigo, admirando a paisagem ao som do vento?Quantas pessoas não queriam quebrar a rotina fazendo uma viagem, mesmo que logo ali, na casa dos parentes, para matar a saudade e poder dividir bons momentos de alegria?

É em cima da minha moto, em um cenário que muda a cada segundo, que vivo os melhores momentos de reflexão, onde agradeço e peço a Deus que esteja sempre a frente da minha vida, de meus familiares e amigos.

Sem perder o foco na estrada, viajo para além das fronteiras que visualizo no horizonte, liberto dos preconceitos, invejas e sentimentos mesquinhos de pessoas que se preocupam mais com a vida alheia do que com a própria. Na estrada sou eu, Deus e nosso diálogo renovador.

“Um exemplo disso é que ao parar para abastecer no meio do caminho, distraído, coloquei o capacete e a luva e meu óculos de sol ficou perdido no tanque da moto. Ao acelerar ele ficou para trás, fui dar falta 10 km’s adiante. Voltei, na esperança de recuperá-lo e ao chegar no posto descobri que as pessoas do carro ao lado onde abastecia, o levaram. Espertos? Achado não é roubado? Não me importa, devem precisar mais que eu, por isso esqueci no tanque da moto, ao meu ver são uns coitados, sem princípios e acostumados a agir como espertalhões, que Deus os proteja e abençoe.”

Depois desse fato, percebi com mais clareza o bem que a estrada me faz. Poderia ter ficado #*!#^#@ da vida, mas na hora Deus me acalmou. Tá certo que fiquei um pouco triste pela perda, pois os óculos são a minha proteção contra insetos, poeiras, pedras e qualquer outro pequeno objeto que possa entrar em meu capacete, mas não vale a pena stress por isso, assim como não vale a pena stressar pelas maiorias das coisas que acontecem conosco no dia-a-dia.

Valor de verdade, temos que dar a vida, a família, amigos e tudo que a gente constrói ao longo dos anos, nada material pessoal, apenas coisas “abstratas”, que envolva sentimento, os melhores possíveis sempre como amor, amizade, carinho, paixão, fé e etc. Isso sim é algo verdadeiro, é o que nosso espirito carregará com ele por toda a eternidade.

Os apaixonados por viajar de moto como eu entendem bem o que quero dizer, e com certeza exercem a mesma terapia, chamada por alguns inclusive de mototerapia. Recomendo viu.

Para quem não curte, bom, converse apenas com o analista em um local que mais te deixar a vontade e descontraído, será uma experiência renovadora, eu garanto.

Não tinha com a viagem ser ruim, estava acompanhado do meu analista predileto, minha esposa e o bebê (elas foram de carro gente, não se assustem) e mais dois casais de amigos. Valeu demais galera, dividir a estrada com vocês é sempre fantástico.

Para quem quiser mais detalhes da viagem e visualizar as fotos do nosso feriadão top e só clicar aqui Viagem a Pirapora, simplesmente fantástica.

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.