Pirapora: Final de semana 10

Estávamos em dúvida se iriamos no final de semana para Pirapora, era aniversário do meu sogro e tinha sido da minha cunhada no meio da semana, mas a correria do nosso dia-a-dia não estava ajudando muito, mas graças a Deus conseguimos agilizar as pendências e sair na sexta-feira após o trabalho.

A viagem a noite foi muito boa. A estrada esta bem sinalizada e em boas condições, além disso, não sofremos com o calor escaldante durante os 325 km percorridos entre Belo Horizonte e Pirapora. Chegamos no sábado, as 0:01 hs, mas ainda com pique e energia sobrando, bom, eu pelo menos, a Ellen veio dormindo e continuava com sono. Ela tem trabalhado horrores, então, o sono é o descanso merecido. O bom de chegar em Pirapora é que sempre somos muito bem recebidos…curto demais ir ver meus sogros e a família Maia.

Sábado fomos dar uma volta pela cidade e procurar um presente para o meu sogro que fosse a cara dele, e não é que encontramos. Um rádio muito top, mas rádio mesmo galera, com 7 canais muito doidos: FM, AM, OC1 a OC5. Nada de cd, pen-drive ou entrada auxiliar, apenas um rádio, daqueles que parece coisa velha mas que na verdade tem um sinal de dar inveja a qualquer aparelho de última geração. Claro que o rádio não é velho, mas utiliza a tecnologia apenas para melhorar os circuitos parar captar os sinais de rádio. Ele adorou claro.

Ainda aproveitamos para visitar a orla, impossível não vir a Pirapora e dar um passeio na beira do rio, é muito bom. Continuo preferindo a vista do rio nos meses de seca, após o mês de maio e junho, pois a água fica cristalina. De qualquer forma, é uma excelente opção para espantar o calor, que estava em torno de 32º a 35º graus no final de semana.

Também passamos para ver o novo relógio da praça, digital, que marca as horas, temperatura e ainda rola umas mensagens passando no visor. É um desses relógios que temos aqui em Belo Horizonte, mas que lá fez um sucesso danado.

A noite alguns irmãos do Dirceu, sogrão, foram para casa dele a fim de comemorarmos os 63 aninhos de vida, bem vividos graças a Deus e com muita saúde. Nem todos puderam estar presente mas o encontro foi bem bacana, é sempre bom estar junto da família. Me divirto muito porque sempre vejo os mais velhos, mais novos e as crianças nestes encontros, sinal que a família realmente está unida e que a amizade entre os primos, tios, netos e bisnetos vai se fortalecendo.

Meu querido sogro Dirceu, reforço meu desejo de saúde, paz, alegria, felicidade e amor. Que Deus possa continuar guiando seus passos lhe retornando tudo de bom que deseja e faz a seu próximo. Te admiro muito e te desejo tudo de melhor, precisando de mim é só falar.

Domingo saímos cedo, íamos passar em Pompeu para ver minha cunhada, Michelle. A ideia era almoçar com ela, conversar um pouco e seguir viagem. De quebra iria dar carona para um amigo que vendeu o carro dele para um primo que mora em Pompeu. Me encontrei com ele já na hora de vir embora.

Agradei da cidade, muito bonitinha e com algumas opções de lazer interessante, Cinema por exemplo, que geralmente não tem em cidades menores. Almoçamos em um restaurante bem montado e com uma infra de capital, ideal para um chopp com os amigos após o trabalho e nos fins de tarde.

Chegamos no final do dia em Belo Horizonte e depois de deixar meu brother em casa, carona completa, finalmente pudemos relaxar o restante do final de semana. Eu né, Ellen foi trabalhar para adiantar o expediente do dia seguinte, então, dividimos as atenções do Pateta, que estava com saudade depois de passar o fim de semana todo sozinho.

Teve bom demais…

Similar Posts:

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.