Recebendo os amigos em casa

 

Val, Ellen e Josi...

 

Fazia um bom tempo que não juntávamos a galera em casa e sábado matamos a saudade de ter a casa cheia de amigos. Sempre que pensamos fazer alguma coisa em casa ficamos na maior sinuca, pois, queremos chamar todos os 1.758 amigos de uma vez só e infelizmente o espaço é pequeno. Por mais que a gente tente separar por turma de amigos (galera do motoclube, trabalho, padrinhos, familia e etc), sempre acabamos por embolar a mente e misturar todos, o legal nisso é que a galera vai se conhecendo e se tornando amigo também, mas o dilema persiste. Sendo assim, este final de semana não podia ser diferente e misturamos a galera toda lá em casa.

 

Deza, Claudine, Rose e Bia

 

O desespero de sábado foi quando o tempo fechou dando a impressão que iria cair o maior pé d´água. Como ainda não fizemos a área de lazer como queremos (este projeto vai demorar um pouco para sair do papel), quando chove, acabamos ficando limitado a área interna da casa (sala e cozinha), que apesar de ter um bom espaço é mais confortável se a reunião for para uns 4 ou 5 casais, é não 11 como era esperado. Graças a Deus a chuva foi rápida e não embasou a reunião dos amigos.

Da galera presente 2 casais eram novatos lá em casa e Ellen ainda não conhecia (Luiz e Val, Rogério e Bia – estes com duas meninas lindas), no entanto, já eram conhecidos de parte  da galera depois de irem no au au de quinta-feira junto com os Monges. Confesso que o mais maneiro desta nossa turma de amigos e que os novatos na galera são sempre muito bem recebidos por todos e rapidamente estão no meio da confusão, sem o menor stress.

Vale lembrar que algumas pessoas não foram, umas ficaram preocupadas de não receberem o mapa com o endereço e me cobraram o envio no final da manhã de sexta-feira e deve ter perdido o mapa no sábado (risos), outros disseram que estava chuvendo e que podia derreter se pegasse uma chuvinha atoa (este mora em Lagoa Santa – então vamos dar um desconto) e o único solteiro da galera era compreensivo, sábado à noite, deve ter rolado um esquema imperdível…risos“.

Em um determinado momento a galera se dividiu e ficou da seguinte forma, na sala as mulheres e na varanda/garagem os homens.

  • CLUBE DA LULUZINHA

 

Clube da Luluzinha

 

A mulherada montou uma barricada na sala, todas em roda trocando altas idéias e com certeza falando mal da gente…risos. Cada vez que a gente olhava para dentro de casa uma achava ruim e perguntava se havíamos perdido algo lá dentro. O cargo da mais mansa da turma era capitão (bem no estilo do capitão Nascimento do Tropa de Elite – dá para ter uma noção agora de como elas são uns docinhos né!). O destaque era a Val, que apesar de estar conhecendo a galera, não se intimidou e logo assumiu o posto de Tenente-Coronel, só escutava a voz dela e da General, minha dinda Claudine…risos.

Para irmos ao banheiro que ficava no canto direito da sala, tínhamos que chegar na porta, calcular o espaço entre uma cadeira e outra e passar correndo, sem olhar para trás ou para os lados, caso contrário poderíamos ser feito de refém ou ser pego para Cristo a fim de servir de exemplo para os demais membros do clube do bolinha… 🙂

O papo estava rolando solto e pelo barulho ficamos impressionados como a mulherada consegui falar sempre ao mesmo tempo e ainda participar da conversa de todas ao mesmo tempo…risos…(multi-tarefa do windows foi baseado neste comportamento feminino).

  • CLUBE DO BOLINHA

 

Moçada tomando todas...

 

Não necessariamente formado por bolinhas, apesar de ter 2 membros que fazem jus ao nome do clube (eu e o Tonnel), ficamos conversando sobre viagens de moto, futebol, mulheres bonitas (opa…não era para escrever isso…risos) e contando casos. Apesar da mulherada fingir não estar interessada no nosso bate-papo, ficavam sempre de antena ligada para tentar escutar sobre o que estávamos conversando, e como ocupamos a porta de entrada, a desculpa delas era sempre que alguém olhava para dentro de casa fazer cara de brava e balbuciar alguma coisa intimidadora (reduziam o volume da voz para poderem escutar nossa conversa neste momento).

A gente achava graça e deixou elas à vontade pensando que mandam…risos. Nossas companheiras são demais mesmo viu, a unica diferença entre elas e que cada uma tem seu próprio CPF, no mais, é tudo igual… 🙂

Comédia explicando como jogar

A galera começou a dispersar depois das 3:30 da matina com o último saindo lá de casa próximo das 6:00 da manhã. O último a sair foi o Comédia e a Josi, depois de tocarmos algumas músicas no Guitar Hero. O Comédia havia levado a guitarra e deixado no carro, mas antes de ir embora jogamos um pouco para Ellen conhecer o jogo e ver se iria gostar. Eu apanho para caramba quando jogo e depois de tomar praticamente um engradado de Original com a galera (faltou uma unica cerveja para completar a caixa) era difícil ou quase impossivel ter um bom desempenho e coordenação motora para dedilhar e apertar as teclas de cores dos tons musicais.

O Comédia já esta viciado no jogo e mandou bem as músicas que tocou, a não ser quando

Eu mandando ver...quase profissional.

colocou no modo “Expert“, que é o nível de competição internacional e que você praticamente tem que ser um az da guitarra para fazer os solos e ter a coordenação para tocar quase que perfeitamente a música. Assim que sobrar uma graninha vou comprar o jogo com a guitarra, é muito legal mesmo e acredito que a Ellen vai gostar.

Pelo que podem perceber, só tenho que agradecer aos amigos que estiveram lá em casa e pela deliciosa bagunça de sábado a noite. Apesar do horário de verão ter encurtado em uma hora nossa diversão a noite foi incrivelmente animada e descontraida. Vamos marcar outra bagunça em breve…não precisam esperar eu convidar…se tiverem de bobeira e só agitar que topamos repetir a dose.

Similar Posts:

COMMENTS

  • Jesus Júnior

    Val, o prazer foi nosso. Você e o Luis são pessoas bacanas e recebê-los lá em casa foi show de bola. É show quando um colega de trabalho se torna um amigo e passa a frequentar a nossa casa…espero que esta tenha sido a primeira de muitas bagunças juntos.

  • Walkiria

    Gostaria de deixar o meu agradecimento a Ellen e a você pelo carinho que fomos recebidos em sua casa. …

Leave a Comment

Timpo limite excedido. Por favor, refresque o valor do CAPTCHA.